Cotidiano

Amor apaixonado versus amor estável

Escrito por Redação

O amor apaixonado é um amor louco, cheio de torrentes de emoções incontroláveis.

O amor estável, por sua vez, é o que conhecemos como amor maduro. Mais pausado, mais tranquilo, mais ponderado.

Podemos identificar o amor apaixonado como o que surge nas fases iniciais. A fase onde conhecemos a outra pessoa e temos a necessidade de vê-la e passar mais tempo com ela.

Nessa primeira etapa de todo relacionamento surgem as denominadas “borboletas no estômago”, fruto desse nervoso de conhecer o outro.

Porém, em ocasiões confundimos esse apaixonamento com o que é o amor. Por isso, às vezes os relacionamentos ruem quando o amor estável surge, já que a paixão tem um tempo limitado.

O amor apaixonado tem os dias contados

Casal apaixonado

Os filmes, a publicidade, o que os outros nos falam, nos fazem acreditar que o amor apaixonado é o amor verdadeiro. Um amor no qual a faísca sempre está acesa sem nenhum esforço, por si só.

Porém, isso não é real. O amor apaixonado não dura para sempre e, se o associamos à fase da paixão, seu tempo estimado engloba um período entre seis meses a um ano.

É inimaginável a ideia de viver sempre com os nervos à flora da pele. Pois, enquanto já conhecemos nosso parceiro e inclusive convivemos com ele, as coisas, inevitavelmente, mudam.

Não há discussão possível. O relacionamento por força diante as inovações que se introduzem, muda, e isso é algo do que as pessoas tem muito medo.

A rotina, a redução dos encontros sexuais, o “acomodamento”, as discussões, acreditar que o parceiro tem que saber o que pensamos…

Tudo isso começa a incomodar, fruto da convivência, do tempo e da crença de que o amor tem que ter a chama sempre acesa por si só.

O amor maduro, estável, é um passo mais além depois do amor apaixonado.

O amor estável, amor de verdade?

Amor estável entre casal

Ao contrário do amor apaixonado, o amor estável pode durar a vida toda. É um amor construído dia a dia, com cuidado, carinho e atenção por ambas as partes.

Com estes ingredientes o amor estável é mais relaxado, pois os laços que unem o casal são mais fortes.

Porém, este tipo de amor amedronta a muitas pessoas porque o associam a rotina, se acomodar, à falta de paixão e de tempo para estarem juntos e, principalmente, falta de vontade.

Porém, muitos casais não conseguem passar por esse tipo de amor, porque para isso é necessário que ambos os integrantes do relacionamento estejam seguros de estar um com o outro. Para isso é preciso maturidade.

O amor não é o que nos contaram

Amor não correspondido

Todos os casais que chegaram a experimentar o amor estável se deram conta de que há muitos contos e mitos girando em torno do que é o amor e de como são os relacionamentos amorosos.

A realidade é totalmente diferente e, talvez, isso jogue para baixo muitas das expectativas que temos e que são um grande peso que carregamos.

Está claro que para chegar ao amor maduro, primeiro precisamos nos apaixonar e passar por essa etapa de euforia, de nervos à flor da pele e borboletas no estômago que nos enlouquecem.

Porém, o importante vem depois. Quando tudo isso se esfumaça, as borboletas voam e só ficamos nós e a outra pessoa.

É então que um grande caminho se abre diante de nós, olhamos nosso parceiro e respondemos a pergunta: é essa a pessoa com quem eu quero continuar crescendo e compartilhando a minha vida?

Sobre o autor

Redação

Comentários no Facebook