Negócios

8 Barreiras que te atrapalham a ter sucesso na vida

Escrito por Fernanda Souza

Com a transição da Era Industrial para a Era da Informação/Profissional do conhecimento, a vida se tornou mais complexa, mais estressante e exige mais de nós. Enfrentamos desafios e problemas na vida pessoal, na família e nas empresas onde trabalhamos, inimagináveis há uma ou duas décadas. Esses desafios não são apenas de uma nova ordem de magnitude, eles são de um tipo completamente diferente.

E há alguns obstáculos que podem te atrapalhar a alcançar o sucesso esperado na vida. Vou citar 8 barreiras que podem estar te bloqueando:

1) O medo e a insegurança

Hoje em dia, um grande número de pessoas é dominado por uma sensação de medo. Elas temem o futuro. Sentem-se vulneráveis e isso as estimulam a levarem uma vida que não contém riscos e sem codependência com os colegas de trabalho e os familiares. Esse medo pode te paralisar e te impedir de dar o próximo passo.

2)  Síndrome do imediatismo

As pessoas querem as coisas e as querem agora. “Quero dinheiro. Quero uma casa grande e confortável. Quero um carro maior. Quero tudo isso porque mereço.” Embora a sociedade atual do cartão de crédito torne fácil receber agora e pagar depois, as realidades econômicas finalmente se manifestam e somos lembrados, as vezes de maneira dolorosa, que as nossas aquisições não podem superar nossa capacidade contínua de produzir. Temos de desenvolver a nossa mente e continuamente aprimorar e investir no desenvolvimento da nossa competência para não nos tornarmos obsoletos. Você pode ser capaz de satisfazer os seus valores trimestrais, mas a verdadeira pergunta é se você está fazendo o investimento necessário para sustentar e aumentar esse sucesso daqui a um, cinco e dez anos. Isso vale para a sua saúde, casamento, relacionamento e necessidades pessoais.

3) A culpa e a condição de vítima

A sociedade está viciada em bancar a vítima. “Se ao menos eu não tivesse nascido pobre…se ao menos eu morasse num lugar melhor…se ao menos minha mulher fosse mais compreensiva…se ao menos…se ao menos.” Culpar a todos e a tudo pelos nossos problemas e desafios pode ser uma norma e talvez alivie temporariamente a dor, mas nos acorrenta a esses problemas.

4) Desesperança

Quando nos permitimos acreditar que somos vítimas das nossas circunstâncias e cedemos ao problema do determinismo, perdemos a esperança e a motivação e nos acomodamos à resignação e à estagnação. Se você não acreditar e não manter a esperança, como vai se empenhar para ter sucesso?

5) Falta de equilíbrio na vida

A vida na nossa sociedade moderna está cada vez mais complexa, exigente, estressante e completamente exaustiva. Nossa cultura nos diz: “chegue mais cedo, trabalhe mais, seja mais eficiente, sacrifique-se no momento.” O problema não é o trabalho, mas, sim, sua lista de prioridades. A verdade é que o equilíbrio e a paz de espírito não são produzidos por essas condições; eles acompanham a pessoa que desenvolve uma noção clara das suas prioridades mais elevadas e que vive voltada para elas com ênfase e integridade.

6) O que eu vou lucrar com isto?

Na nossa sociedade, o egoísmo e o egocentrismo tem reinado e, para muitos, parece ser a solução e o caminho para o sucesso. No entanto, as maiores oportunidades e realizações ilimitadas da Era do Profissional do Conhecimento estão reservadas para aqueles que dominam a arte do “nós”. A verdadeira grandeza será alcançada por meio da mente abundante que trabalha de maneira altruísta, com respeito mútuo, visando ao benefício mútuo.

7) A ânsia de ser compreendido

O ser humano possui uma necessidade absurda de ser compreendido. A maioria das pessoas acredita que o segredo da influência é a comunicação e o falar de modo persuasivo. Na verdade, a influência começa quando os outros sentem que você os entende, que você os escutou profunda e sinceramente, e que está receptivo. Mas, poucos conseguem desenvolver essa habilidade. E, se você quiser ser diferente, aprenda a não se importar caso não seja compreendido e desenvolva a escuta ativa para compreender o próximo.

8) O conflito e as diferenças

As pessoas têm muitas características em comum, mas ao mesmo tempo são bastante diferentes. Elas pensam de um modo diferente; possuem valores, motivações e objetivos diferentes e, às vezes, competitivos. Os conflitos surgem naturalmente dessas diferenças e, portanto, não há como eliminá-los. Embora seja importante a arte da concessão, é também interessante utilizar a união e o princípio da cooperação criativa para desenvolver soluções melhores do que a ideia original de cada parte para os problemas.

Sobre o autor

Fernanda Souza

Coach de emagrecimento consciente pelo Instituto Health Coaching, Coach pelo Profissão Coaching, curso de formação em PNL com André Sampaio, Auriculoterapeuta especializada no emagrecimento pela Nova Conexão, Fisioterapeuta pela Estácio de Sá.

Comentários no Facebook